RSS
Este blog não tem grandes pretensões! É apenas o meu espaço para dizer o que penso, sem que ninguém me interrompa antes que eu conclua minhas idéias. ...risos... Seja bem-vindo!

domingo, 15 de novembro de 2009

Heróis Nacionais



Há algum tempo venho pensando em nossos Heróis, ou melhor, na falta deles. Quando era pequena estudava Moral e Cívica na escola e conheci um monte de gente que lutou por esse país desde que este era uma simples colônia. Eu era apaixonada pela nossa história!


Chegando ao ensino médio, que na minha época era o 2º grau, fizeram questão de assassinar todos os meus Heróis no meu imaginário.

Começou com D. Pedro I, o fanfarrão que não ficou aqui pelo “bem de todos e felicidade geral da Nação”, mas por amor à boa vida. Isso para não começar com Cabral errando o caminho, D.João covardão, sua mãe, que eu só sabia que era LOUCA. Nunca soube, por exemplo, que era “Rainha amante da paz, dedicada a obras sociais, que concedeu asilo a numerosos aristocratas franceses fugidos ao Terror da Revolução Francesa (1789). Nunca li em meus livros didáticos que o seu reinado foi de grande atividade legislativa, comercial e diplomática, na qual se pode destacar o tratado de comércio que assinou com a Rússia em 1789. Desenvolveu a cultura e as ciências, com o envio de missões científicas a Angola, Brasil, Cabo Verde e Moçambique, e a fundação de várias instituições." Não, isso eu fiquei sabendo muito tempo depois. Na escola,  só fiquei sabendo de suas desavenças com o Marquês de Pombal e de como odiou vir para o Brasil. Como se alguém que se visse obrigada a deixar sua confortável casa para morar em um barraco na favela, o fizesse com boa vontade.

Continuando a lista dos meus ex-heróis, encontramos Tiradentes, que passou a ser o “bode expiatório”, o Bobo usado pelos seus próprios companheiros; Duque de Caxias, deixou de ser um grande Estadista e passou a ser um assassino frio e cruel, a serviço do Império e da Inglaterra. Joaquim do Amor Divino Rabelo, conhecido como Frei Caneca, foi um dos lideres da Confederação do Equador que lutou contra o autoritarismo do Imperador Dom Pedro I, deste eu nem me lembro de terem falado no 2 grau. Quiseram me empurrar como heroína Chiquinha Gonzaga, e alguns outros artistas. Mas prefiro nem comentar sobre isso.


Ah, não posso me esquecer do Marechal Deodoro da Fonseca! Afinal, hoje comemoramos a Proclamação da República. Os republicanos, percebendo que não conseguiriam realizar seu projeto político pelo voto, optaram por concretizar suas ideias através de um golpe militar. Mas um golpe militar, sem os militares não existe, não é? Eles decidiram então, aproximar-se de Deodoro, homem de convicções monarquistas, e grande prestígio entre as tropas, que declarava ser amigo de D. Pedro II e de lhe dever favores. Vendo que não seria assim tão fácil convencer o Marechal, nada como uma mentirinha para acelerar as coisas. Sendo assim, “...em 14 de novembro de 1889, os republicanos fizeram correr o boato, absolutamente sem fundamento, de que o governo do primeiro-ministro liberal Visconde de Ouro Preto havia expedido ordem de prisão contra o Marechal Deodoro e o líder dos oficiais republicanos, o tenente-coronel Benjamin Constant. Tratava-se de proclamar a República antes que se instalasse o novo Parlamento, recém-eleito, cuja abertura estava marcada para o dia 20 de novembro. A falsa notícia de que sua prisão havia sido decretada foi o argumento decisivo que convenceu Deodoro finalmente a levantar-se contra o governo imperial. Pela manhã do dia 15 de novembro de 1889, o marechal reuniu algumas tropas e as pôs em marcha para o centro da cidade, dirigindo-se ao Campo da Aclamação, hoje chamado Praça da República...”
Entendeu porque no Brasil, até hoje, os fins justificam os meios? A coisa vem de longe! Faz parte da nossa cultura.

Enfim, mais um Herói brutalmente assassinado na minha História! Coitadinho de D. PedroII!

Bem, nem quero falar dos tantos outros pra não chorar. Até porque para resgatá-los, será necessário mais uns quinhentos anos de história. Não tenho tempo para isso. Gostaria de ter o direito de obter informações claras, sem parcialidades. Notícias tendenciosas são tão comuns no Brasil! É o país dos extremos: de um lado a hegemonia política que cria seus heróis; do outro, os intelectuais que só pensam em destruir esses heróis e criar os seus próprios. Adivinha quem está no meio desse "cabo de guerra"?

Por que dentre as tantas versões dos fatos ocorridos em nossa história, as consideradas corretas são as mais depreciativas?  Por que tenho que ter como herói Deodoro da Fonseca, que nem queria proclamar a república, e não D. Pedro II, que tanto amou essa pátria, e dela foi escurraçado? Ou por que devo crêr que Deodoro foi pego dormindo e teve que sair de pijama, como dizem alguns historiadores, para proclamar essa bendita República? Seja de um lado, ou de outro, por que nossa história tem que ser sempre uma sucessão de cenas patéticas? Por que insistem em desmerecer os feitos históricos desse país? A quem isso interessa de fato?Não me venha dizer que são os políticos! Até porque tudo nesse país é culpa de políticos. Mas poucos deles escrevem livros, didáticos então, que eu saiba, nenhum,  e menos ainda são educadores.

Na escola sempre se enaltece um único lado. Onde estão as cartas, os documentos, os testemunhos da época? Como vou formar cidadãos críticos, se sua formação basea-se em um determinado ponto de vista? Não é a toa que os Brasileiros tem tanta baixa estima! Assassinaram nossos Heróis covardemente, sem que tivessemos o direito de conhecê-los e julgá-los. Somos obrigados a pensar o tempo todo pela cabeça da elite dominante. Somos imbecis, sem preparo para analisar as variadas fontes de informações, sendo portanto, necessário que um pequeno grupo decida quem serão nossos heróis, ou que não teremos heróis, e ponto final.


Agora, surge em nossos livros didáticos Zumbi dos Palmares. Foi dificil encontrar um negro em nossa história para ser Herói Nacional! Mas eu nem acho tão absurdo assim, pois não os encontro entre os Brancos, como pude deixar claro acima, que dirá entre os negros! E olha que eles não foram poucos, tenho certeza! Pouca é a boa vontade em procurá-los. Em uma sociedade tão preconceituosa isso não é de causar admiração. Por falar em Zumbi, lembrei da Princesa Izabel, outra Heroína medíocre da nossa história, segundo informações recebidas através dos meus professores! Bem, sobre nosso mais recente reconhecido herói,  Zumbi, já existe uma outra versão para sua história, e algumas fontes citam Ganga Zumba, como o verdadeiro Herói dos Palmares. Mas eu que não sou louca de postar essa outra versão aqui. Quem quiser que a procure!

Por quantas gerações sobreviverá nosso herói negro?... Só o tempo nos dirá!

Pois é , meus heróis morreram de overdose de criticas, meus inimigos estão no poder, mas tenho ideologia para viver. Menos mal!

Parabéns a todos os Heróis do Brasil, conhecidos e desconhecidos, depreciados e enaltecidos, pretos ou brancos, que lutaram, erraram, mas contribuíram para a contrução desse País!

0 comentários:

Postar um comentário

Você é meu convidado de honra para participar desse blog. Este é um espaço para troca de opiniões, informações e até mesmo críticas ao conteúdo. Só não vai valer ofensas, ou desrespeito à opinião alheia,tá? É que o blog pode ser responsabilizado por isso. Se preferir falar particularmente, envie um email para professoramaluquinha@hotmail.com.
Obrigada por participar!

Related Posts with Thumbnails
 
Copyright 2009 Professora Maluquinha Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Ezwpthemes